F.A.Q

PERGUNTAS GERAIS

A canábis, nome científico Cannabis sativa L. também conhecida como cânhamo ou marijuana, é uma planta herbácea anual.

É uma das plantas mais antigas cultivadas pelos seres humanos e com mais história de uso terapêutico. Apesar de estar popularmente associada à região das Caraíbas ou Caribe, atualmente, graças a abundantes pesquisas palinológicas e arqueológicas, sabemos que a sua origem é asiática.

Da Ásia, C. sativa migra por todo o mundo. Na Europa, o seu cultivo já era comum nos tempos dos impérios grego e romano, utilizado como fibra têxtil, alimento ou óleo medicinal.

O canabidiol ou CBD é um dos principais componentes da canábis.

Faz parte dos mais de cem canabinóides, ou fitocanabinóides, identificados até agora na planta.

Não apresenta efeitos psicoativos, mas possui um potencial terapêutico muito importante. É por isso que, juntamente com o THC, é o canabinóide mais pesquisado.

Os canabinóides são os principais compostos químicos produzidos pela planta cannabis sativa L. mas que também são produzidos por outras plantas e inclusive pelo corpo humano.

De forma natural, a canábis pode produzir mais de 100 fitocanabinóides diferentes.

Dos mais de 100 fitocanabinóides não intoxicantes, o canabidiol (CBD) é o mais conhecido. Outros incluem Cannabigerol (CBG), Cannabichromene (CBC), Cannabinol (CBN), entre outros.

Os canabinóides que provêm de plantas são chamados fitocanabinóides e os produzidos pelo corpo humano são chamados endocanabinóides. (O prefixo Fit- significa planta, enquanto endo- significa que provem de dentro).

Como curiosidade, os dois endocanabinóides mais abundantes são anandamida e 2-AG.

“Ananda” de sânscrito आनन्द, ānanda, significa “alegria, felicidade suprema”, e é um termo muito popular no universo da ioga para definir um estado de serenidade e paz.

Os canabinóides, tanto fitocanabinóides como endocanabinóides interagem direta ou indiretamente com o sistema endocanabinóide (ECS), que está presente em todos os seres vivos.

O SEC é um sistema de comunicação intercelular que regula numerosas funções, algumas de natureza psicológica como a aprendizagem, a memória, a emoção e outras de natureza funcional ou orgânica, tais como desenvolvimento muscular, equilíbrio energético, inflamação, agregação plaquetária, vasodilatação ou perceção da dor. É um sistema neuromodulador generalizado que adapta a sua resposta às agressões endógenas e ambientais.

Os componentes do sistema EC incluem:

1- Os recetores canabinóides CB1, CB2 e o recetor órfão GPR55.

2- Os ligantes endógenos que se unem, como chave, a estes recetores:

 – Anandamide (SAA)

Glicerol 2-aracidonil (2-AG)

Outros: éter-2-aracydonil-glicerol, virodamina e dopamina N-arachidonil

3- A ativação de outros recetores, como o recetor serotoninérgico tipo 1A (r5-HT1A), influencia a atividade do SEC.

4- As enzimas responsáveis pela síntese e degradação dos endocanabinóides.

Os endocanabinóides são gerados como resposta à dor (altos níveis de atividade da via nocicetiva) e produzem efeitos antinocicetivos tanto na dor aguda como na dor crónica, destacando o seu papel como analgésico endógeno.

Na realidade, todas são plantas da Cannabis sativa L., no entanto, o cânhamo ou o cânhamo industrial é um termo comummente usado para variedades de canábis que contêm níveis muito baixos de THC, para ser precisos abaixo de 0,2% THC.

Em geral, marijuana é uma palavra usada para designar plantas que contêm altas quantidades de THC.

Não. CBD e THC não são a mesma coisa. A canábis contém mais de 500 compostos orgânicos, dos quais pelo menos 113 são canabinóides. Entre estes canabinóides destacam-se, pelas suas qualidades terapêuticas, o CBD e o THC. O tetrahidrocanabinol (ou THC) é o composto psicotrópico predominante na planta, responsável pela psicoatividade pela qual a canábis é conhecida. O CBD não tem efeitos psicoativos; o THC, sim.

CBD

  • Não psicoativo (não intoxica ou droga).
  • Sem efeitos colaterais conhecidos.

THC

  • Psicoativo (intoxicante, causa um estado de toxicodependência).
  • Efeitos colaterais como taquicardia e ansiedade.

Os nossos produtos estão indicados para uso cosmético e têm a finalidade de uso externo – isto é, cutâneo – uma vez que não é recomendada qualquer outra utilização destes componentes em Portugal. Por isso, não recomendamos ingerir os nossos produtos.

Os nossos óleos de CBD são compostos por ingredientes naturais: azeite, óleo de cânhamo, óleo de coco, canabidiol e vitamina E. Por conseguinte, podemos afirmar que os nossos óleos não são tóxicos e estão isentos de pesticidas.

 PERGUNTAS RELACIONADAS COM O PRODUTO

É comum confundir óleo de CBD e óleo de semente de cânhamo e trata-se de um mal-entendido, uma vez que não são a mesma coisa.

O óleo de semente de cânhamo é obtido exclusivamente a partir de sementes de cânhamo e é utilizado na preparação de alimentos, mas não contém CBD ou quaisquer outros canabinóides.

O frasco de 10 ml contém 0,75 ml de óleo de extrato de cânhamo, aproximadamente 19 gotas.

Utilização do conta-gotas: aperte suavemente a extremidade da borracha e solte-a. O óleo não encherá todo o conta-gotas. O conta-gotas normalmente estará meio cheio, o que indica um “conta-gotas completo”.

Dispomos de controlos de enchimento na linha de produção para garantir o nível exato de enchimento das garrafas, mas mesmo um enchimento preciso de qualquer garrafa pode variar visualmente.

Esta variação deve-se às pequenas diferenças de forma entre os frascos nos seus moldes de vidro durante o fabrico e a variação no endurecimento do vidro fluido.

Isto deve-se à densidade do produto. Ao tratar-se de óleos, a sua densidade é ligeiramente inferior a 1mg/mL.

Sim, os produtos elaborados a partir de ingredientes cultivados na natureza às vezes variam ligeiramente de acordo com o lote. Os nossos produtos não são fabricados com aditivos ou corantes para padronizar a cor.

O óleo de CBD é 100% natural, se sentir uma diferença de cor de um produto para outro, isso deve-se a variações naturais e estacionais. Testamos exaustivamente cada lote para garantir a mais alta qualidade dos nossos produtos e que a quantidade de CBD permaneça constante em cada produto.